Família de Marielle e Anderson hipotecam “apoio incondicional” a Promotora Carmen Eliza

Família de Marielle  e Anderson hipotecam “apoio incondicional” a Promotora  Carmen Eliza


Os pais da vereadora Marielle Franco e a viúva do motorista Anderson Gomes, assassinados na noite de 14 de março de 2018, na cidade do Rio de Janeiro, receberam com surpresa o afastamento da Promotora de Justiça Carmem Elisa Bastos, que com mais duas colegas comandavam em nome do MPE/RJ, as investigações que apuram os fatos. Para ELES, pai e mãe de Marielle e esposa de Anderson, não existe justificativa para a saída de Carmen Eliza do caso.

Os familiares que acompanham as investigações desde o início dos trabalhos da Polícia e do Ministério Público – a mãe de Marielle, Marinete Silva é advogada – dizem que foram surpreendidos com a notícia. Antônio Francisco da Silva Neto, pai de Marielle disse que “a baixa” na equipe do MP “foi uma vitória do outro lado”.

Foi covardia o que fizeram com ela. Não interessa em quem ela votou e que partido apoiou. O trabalho dela sempre foi pautado na isenção. Somos testemunhas disso. Infelizmente, apesar do nosso apelo para ela continuar frente das investigações e da ação penal, não nos ouviram.



Compartilhe