single-post

Artista brasileira que vive em Genebra envia carta aos seus conterrâneos Mineiros

59 dias atrás - Em: 17/09/2018 02:26



 CARTA ABERTA AOS MINEIROS


                                                        Genebra, 17 de setembro de 2018

 

Caríssimos Mineiros,                

 

Faz 25 anos deixei o Brasil com a sensação de que meu país não me cabia mais…


Pode parecer-lhes paradoxal o que acabo de dizer, se levarmos em conta a imensidão de nosso território… mas não se trata aqui de demografia, mas de algo bem mais importante : a democracia!

 

Nas viagens que empreendi com o ARSNOVA (eu que vinha de uma família humilde das matas de Conceição) abriram minha visão sobre o mundo e comecei a sonhar alto…talvez, um pouco alto demais para quem não tinha posses…

 

Atravessei oceanos, mares e lagos no dorso desse coral mineiro e pousei meus pés, ainda jovens, em solo suíço… e fiquei!

 

Se por um lado me foram garantidos o acesso à cultura, à segurança e ao respeito como cidadã, por outro, tive de abrir mão de minha pátria e de pessoas que eu amava tanto, como minha mãe, cuja velhice não tive o privilégio de acompanhar... 

 

Foi o preço à pagar… e esse foi alto!

 

Desfrutando das vantagens de viver num país democrático, era fora de cogitação para mim, esquecer o meu próprio país. Não podemos negar nossa origem.

Entretanto, diante da imagem que nosso país tem passado ao mundo, ser brasileiro tornou-se, por vezes, um fardo extremamente difícil de transportar…

 

« longe dos olhos… longe do coração… » 

 

O poeta que escrevera esta frase, certamente não conhecia todos os corações…

O meu pelo menos! Senão, como explicar essa minha tristeza?

 

Nosso país está em queda livre e só os avatares do mal e aqueles que os acompanham cegamente não o percebem ou não querem perceber.

 

Está faltando… « calor na cara »!

                  

Diante desse tsunami, fiz o meu « mea culpa » (mesmo sabendo que não os coloquei no poder), pois considero que somos todos responsáveis.

 

Os acontecimentos que marcaram com sangue as vésperas das festividades de nossa independência(?), foram motivos de indignação no Brasil e no mundo.

E nesse momento de nossa história, todos os olhos estão voltados para Minas, porque sabemos da responsabilidade que pesa sobre os ombros desse Estado e do povo mineiro.

 

Daí, minha carta aos senhores e senhoras de Minas !

 

Não vim aqui pedir voto, ou falar de minha preferência. Vim pedir-lhes apenas :

-   Que reflitam, que tenham consciência de que o seu voto poderá mudar o curso da história para melhor ou… para pior. 

-   Que não se deixem levar por pressões, por chantagens ou manipulações. Não desperdice o seu voto com pessoas « comprometidas com o passado ».

 

Não podemos responsabilizar Minas pelo atentado perpetrado em seu solo, contra o capitão, pelas mãos de um mineiro. Até porque, o carinho com que o povo mineiro o recebeu foi algo emocionante.

 

Entretanto, a sua participação nas eleições e a sua escolha nas urnas, será sim, e efetivamente, de sua inteira responsabilidade.

 

Dependerá de vocês mineiros livrar a nação do poder comunista que tomou conta do país. Foram milhões e milhões oferecidos de bandeja aos governos de Cuba, Venezuela, África e Bolívia tudo isso em detrimento do povo brasileiro. Basta !!!

 

Não é exagero dizer que o Brasil está agonizando… e qual filho abandonaria uma mãe em sua agonia ?

 

Que Deus lhes dê o discernimento necessário e que a luz pura do coração de Maria ilumine vossa consciência.             

 

De uma « Mineira » como vocês, com amor,

 

 

Julia Pozza-Marçal

« Julinha de Genebra »