Bolsonaristas protestam contra a Globo em todo o país

Bolsonaristas protestam contra a Globo em todo o país


Mais cedo, o vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente, esteve no condomínio e, na condição de morador, teve acesso ao computador que registra e grava as ligações de interfone do porteiro às casas.  Informações do  Diário do Poder

A revolta dos apoiadores de Bolsonaro decorre do fato de a emissora não haver checado completamente a informação. Procuradores do MPRJ afirmaram na coletiva que após o depoimento do porteiro as investigações concluíram que ele havia mentido.

Segundo a reportagem, o porteiro disse que um dos suspeitos de matar a vereadora Marielle Franco esteve no condomínio em 14 de março de 2018, às 17h10, e teria dito que se dirigia à casa do então deputado e que um homem identificado como “Jair” teria autorizado.

A reação dos bolsonaristas é à divulgação de reportagem no Jornal Nacional, principal telejornal da emissora, baseada em depoimento mentiroso de um porteiro do condomínio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, onde o presidente tem casa. A mentira do porteiro foi atestada durante coletiva do Ministério Público do Estado.

Em Brasília, centenas de manifestantes cercaram a emissora, que chamou a Polícia Militar para desestimular qualquer tentativa de invasão. Eles gritaram xingamentos contra a emissora e palavras de apoio a Bolsonaro. Em Curitiba, a PM também se manteve em estado de alerta para impedir eventuais atos de violência.

Vestindo roupas nas cores verde e amarelo e agitando bandeiras do Brasil, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro saíram às ruas de diversas capitais para protestar contra a Rede Globo diante de suas sedes.



Compartilhe