Candidato Luis Lacalle, de centro-direita no Uruguai NÃO quer apoio de Bolsonaro no segundo turno

Candidato Luis Lacalle, de centro-direita no Uruguai NÃO quer apoio de Bolsonaro no segundo turno



O candidato de 46 anos, que é advogado mas durante toda a vida adulta atuou como parlamentar, praticamente nasceu na política, sendo bisneto de Luis Alberto de Herrera, principal referência do partido por décadas. Seu pai é Luis Alberto Lacalle Herrera, presidente de 1990 a 1995, que, em 2009, perdeu as presidenciais para José Mujica.  

Lacalle Pou já havia se declarado “preocupado” com as declarações de Bolsonaro sobre uma possível saída do Brasil do  Mercosul  , antes mesmo da vitória do peronista  Alberto Fernández  na eleição presidencial na vizinha Argentina.

—  Se eu fosse o presidente e houvesse um processo eleitoral no Brasil, por mais que eu goste mais de um do que de outro, esperaria os resultados porque tenho que ter uma boa relação com o vencedor —  respondeu, quando questionado sobre o apoio do presidente brasileiro. — Por sorte, no Uruguai os brasileiros não decidem.

O candidato à Presidência do Uruguai Luis Lacalle Pou rejeitou o apoio expressado  por Jair Bolsonaro, que disse em entrevista nesta semana ao Estado de S. Paulo que ele é seu preferido no segundo turno , que acontece em 24 de novembro. Para  Lacalle Pou, do Partido Nacional, de centro-direita, governos de outros países não devem interferir na eleição local. Nesta quinta-feira, a chanceleria uruguaia convocou o embaixador brasileiro para pedir explicações pelas declarações do presidente brasileiro.



Compartilhe