Governo Federal promove "dança de cadeiras" na Cultura

Governo Federal promove "dança de cadeiras" na Cultura


É justamente Alvim o principal cotado para assumir o lugar de Proença. Na semana passada, segundo relatos feitos à Folha de S.Paulo, o presidente Jair Bolsonaro tratou a possibilidade com Alvim, em audiência no Palácio do Planalto. O tema já havia sido discutido entre Bolsonaro e Terra, em viagem à China, na semana retrasada. Eles devem bater o martelo em audiência nesta segunda (4).  A informação é do Jornal Zero Hora

Proença disse estar "completamente chocado" com o posicionamento de Alvim. Em uma entrevista ao jornal O Globo, ele afirmou ter encaminhado um pedido de desculpas à atriz em nome da instituição, além de ter requisitado uma audiência com o ministro da Cidadania, Osmar Terra, para "tomar previdências".

A exoneração de Proença ocorre após ele se posicionar a favor da atriz Fernanda Montenegro. Em setembro, o diretor do Centro de Artes Cênicas (Ceacen) da fundação, o dramaturgo Roberto Alvim, chamou a atriz de  "mentirosa" e afirmou que sentia "desprezo" por ela nas redes sociais.  

Proença assumiu em fevereiro o cargo no órgão ligado ao Ministério da Cidadania, substituindo o ator e político Stepan Nercessian. Antes de assumir a presidência da Funarte, o pianista era diretor da Sala Cecília Meireles, no Rio de Janeiro.

Considerado um dos pianistas brasileiros de maior renome internacional, Miguel Proença foi exonerado do cargo de presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte). O ministro da Casal Civil, Onyx Lorenzoni, assinou a decisão que foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (4).  Roberto Alvin poderá ser o substituto de Proença substituir Proença na Funarte.



Compartilhe