PSL impede ida de Fabrício Queiroz na CCJ para se explicar

PSL impede ida de Fabrício Queiroz na CCJ para se explicar



A boca grande de Fabrício Queiróz, ex-chefe de gabinete do então deputado estadual Flávio Blsonaro (PSC/RJ) e a falta de cuidado ao falar ”qualquer coisa” ao telefone  fez com que  um grupo de deputados federais sugerissem ao  presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, Felipe Francischini, do PSL do Paraná, formalizar um convite para que Queiroz se explicasse ao Colegiado. Ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Queiroz orientou um interlocutor sobre indicações políticas em cargos comissionados da Câmara e do Senado, conforme revelou a repórter Juliana Dal Piva.

Apesar de a fala de Queiroz ser sobre o Congresso, Francischini alegou que o requerimento — apresentado pelos deputados Ivan Valente e Sâmia Bomfim, do PSOL — tinha "temática alheia à competência" da CCJ e decidiu nem pautar o tema.  A informação é da jornalista Matsui da revista Época.



Compartilhe